Ofício poético de David F. Rodrigues

José Cândido de Oliveira Martins

Resumo


Quando iniciamos a leitura de o rosto, o mais recente título de poesia de David F. Rodrigues (2018), percebemos imediatamente estar perante uma voz poética amadurecida, com um percurso de escrita anterior. Não é muito provável que um jovem autor iniciante escreva deste modo, usando esta forma de linguagem, esta imagética e esta tópica recorrente, como veremos adiante.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.